.
CidadeSaúde

Tontura, desequilíbrio e zumbido podem ser sintomas de doenças mais sérias

Sintomas podem atrapalhar a vida social e profissional e ter grande impacto na qualidade de ouvido

Tontura, desequilíbrio e a vertigem trazem a sensação de que a pessoa e/ou o ambiente estão girando. Além disso, são enfermidades extremamente comuns e acarretam grande impacto sócio-econômico. As causas podem ser as mais diversas, desde doenças próprias do labirinto, enfermidades do sistema nervoso central, problemas metabólicos, efeitos colaterais de medicações e uma série de outras causas. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), esse mal atinge 30% da população mundial. 

Muitas pessoas convivem com essas tonturas e não se questionam se isso pode ser sintoma de algo mais sério ou se é necessário uma ida ao médico. Segundo Dr Thiago Zago, o momento certo para buscar auxílio médico é quando as tonturas se tornam frequentes e impactam a vida do paciente.  “Devido ao grande número de patologias que podem causar a tontura, seu diagnóstico não é tão simples. O especialista analisa os sintomas, pede exame físico e complementares específicos ao caso do paciente”, detalha o otorrinolaringologista. 

O médico ainda explica que, em diversos casos, a tontura pode vir acompanhada de zumbido e que isso pode indicar que seja uma doença própria do labirinto, como a síndrome de Meniére, por exemplo. Essa doença é uma patologia crônica que causa aumento na pressão dos líquidos internos do ouvido interno e pode ser uma das causas da “labirintite”, termo popular e genérico que é usado para definir uma série de doenças manifestadas com tontura e zumbido.

O zumbido possui grande impacto na qualidade de vida dos pacientes, e pode afetar até mesmo seu trabalho e cotidiano. “Pode causar até mesmo problemas como depressão e ansiedade, além de diminuição do sono e perda na capacidade de concentração”, complementa o médico. O tratamento evoluiu muito nos últimos anos, e pode envolver, entre outros, medicação, terapia cognitivo comportamental, acupuntura e estimulação transmagnética do nervo auditivo. 

Sobre o médico

Com apenas 30 anos de idade, o Dr. Thiago Zago já acumula um vasto currículo. Em 2013 se formou em medicina pela Unicamp e em 2017 terminou sua especialização em otorrinolaringologia e cirurgia de cabeça e pescoço, também pela Universidade Estadual de Campinas. Possui diversas publicações científicas em revistas conceituadas internacionalmente e acumulou prêmios ao longo de sua trajetória.

Esteve em três países para estudar e conhecer novas técnicas em sua área. Durante os anos de 2016 e 2017 estudou em Harvard, nos Estados Unidos, para se especializar em cirurgia endoscópica de ouvido e cirurgia endoscópica de seios da face e tuba auditiva e, na Universidade da Califórnia para se aprimorar em otorrinolaringologia pediátrica. Na França e na Suíça, estudou sobre microcirurgia de ouvido e Implante coclear e cirurgia endoscópica de ouvido e base de crânio, respectivamente. 

Dr. Thiago tem sua clínica em Mogi Guaçu no estado de São Paulo, mas também é um grande entusiasta da telemedicina e realiza orientações e avaliações à distância para pacientes no país todo.

Mídias Sociais de Thiago Zago

Facebook: https://www.facebook.com/zagootorrino/

Instagram: https://www.instagram.com/dr_thiago_zago/

Site: https://www.drthiagozago.com/

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios