Educação

Municípios criam comissão para avaliar viabilidade da retomada das aulas presenciais

A primeira reunião do comitê técnico intermunicipal vai acontecer na próxima sexta-feira, 22 de janeiro, às 14h.

Os Prefeitos de Mogi Mirim, Mogi Guaçu e Itapira – acompanhados de equipes técnicas das secretarias de Educação e Saúde – se reuniram na noite do último domingo (17) para discutir ações conjuntas voltadas à preparação da estrutura de ensino municipal para a retomada das atividades escolares presenciais, ainda sem data definida.

Um comitê técnico formado por membros das secretarias de Educação, Saúde e Assistência Social irá avaliar a realidade de cada unidade escolar das três cidades para identificar prioridades e traçar planos de ação que assegurem que todas tenham o mesmo padrão de proteção e adequação às normas sanitárias. As prefeituras entendem que o vírus não respeita fronteiras e que o melhor para todos os municípios é iniciar uma força-tarefa integrada de preparação para a retomada segura das aulas.

Todas as secretarias envolvidas já começaram a se preparar para o retorno com treinamentos, adequação pedagógica, compra de equipamentos de segurança e higienização, organização das unidades escolares com distanciamento entre as carteiras, dentre outras ações. Uma das mais importantes, do ponto de vista pedagógico, é a preparação emocional dos professores e funcionários, com apoio psicológico e treinamento específico para que possam prestar o atendimento necessário aos estudantes em face dos desafios impostos por esse novo cenário. 

Em 10 dias, as prefeituras deverão se reunir novamente para avaliar todo o trabalho de adequação das unidades para o retorno seguro, seguindo as diretrizes do Plano São Paulo. A primeira reunião do comitê técnico intermunicipal vai acontecer na próxima sexta-feira, 22 de janeiro, às 14h.

Em Mogi Mirim, 12.000 alunos são atendidos nos CEMPIs (Centro Educacional Municipal de Primeira Infância) e nas EMEBs (Escola Municipal de Educação Básica). Em Mogi Guaçu são aproximadamente 18.000 e, em Itapira, outros 6.000.Particulares

Para retomada das aulas na rede particular, o comitê levará em consideração a estrutura de cada escola e o cumprimento das normas sanitárias vigentes com vistas a garantir a proteção e segurança de alunos, familiares e profissionais de ensino. Não há definição, todavia, neste momento e a exemplo das escolas municipais, sobre data para a retomada das aulas presenciais nestas instituições.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Um Comentário

  1. É inacreditável os nossos filhos, todos os alunos ficarem mais um ano sem aula. Está comissão já deveria estar montada já faz um bom tempo, dinheiro tem pois pagamos em dia rigorosamente nossos impostos e da forma mais cruel que é no consumo e não na renda, nós trabalhadores do setor privado estamos correndo risco exposto ao vírus todos os dias, agora mostra fica mais que evidente que a educação do Brasil é pífia, pois é jogado rios de dinheiro dos nossos impostos na educação, para ocuparmos os últimos lugares no ranking mundial de educação, a questão do Brasil é gestão e não falta de dinheiro. Exigimos a volta as aulas o quanto antes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.