Esportes

Clube Atlético Guaçuano projeta recomeço com Nova Diretoria

No último dia 12 de março, o site da Federação Paulista de Futebol (FPF) já mostrava que o CLUBE ATLETICO GUAÇUANO, tinha um novo presidente, trata-se de José Antônio Mallis, um dos integrantes do Grupo de Apoio ao Mandi, o GAM.

No último dia 12 de março, o site da Federação Paulista de Futebol (FPF) já mostrava que o CLUBE ATLETICO GUAÇUANO, tinha um novo presidente, trata-se de José Antônio Mallis, um dos integrantes do Grupo de Apoio ao Mandi, o GAM.

A assembleia extraordinária que elegeu e deu posse à nova diretoria e ao novo conselho, ocorreu em 28 de dezembro de 2018. Todos os novos integrantes são cidadãos guaçuanos que acompanham e torcem pelo Mandi há muitos anos, a grande maioria faz parte do GAM. Os responsáveis por conduzir o destino do Clube Atlético Guaçuano nos próximos quatro anos são:

DIRETORIA EXECUTIVA

Presidente: José Antônio Mallis  (Gerente de Projetos)

Vice-presidente:  Vinícius Augusto Lopes (Empresário)

Tesoureiro:   Marcelo Aparecido Guilherme (Empresário)

Secretário:   Daniel Ricardo da Silva (Engenheiro de Projetos)

CONSELHO DELIBERATIVO

Presidente:  Rivelino Charton Salvi (Professor)

Membros:    Arnaldo Suzigan Neto  (Gerente de Projetos)

Carlos Henrique Peligrini  (Gerente Comercial)

Cesar Augusto Xavier  (Representante Comercial)

Fábio Endrigo Delfino  (Gerente de Marketing)

Fernando Eduardo Fernandes Lima  (Engenheiro Civil)

Geraldo José Domingues  (Analista de Sistemas)

Guilherme Dalle Vedove Barbosa  (Médico)

Jonas Paulo Monezi Gama Soares  (Corretor de Imóveis)

Luís Carlos Mariano (Comerciante)

Marcos Antônio dos Reis (Empresário)

Ruberlene Aureliano Firmo  (Administrador de Empresas)

Samir Emanuel Gimenes  (Representante Comercial)

Wagner Luís Lino (Gerente Comercial)

CONSELHO FISCAL         

Membros:     Arnaldo Suzigan Neto

Fernando Eduardo Fernandes Lima

Geraldo José Domingues

 

Já com a expectativa de resolver os problemas do clube, a nova diretoria procurou um escritório de contabilidade que irá fazer todo o levantamento sobre balanços financeiros e Receita Federal, visando saber a real situação financeira e contábil do clube. Advogados também estão trabalhando no sentido de levantar todas as informações sobre os mais diversos tipos de processos que o clube certamente tem. Junto à Federação Paulista foi solicitado uma posição atual dos débitos do clube. Será dada também, atenção especial ao Estádio Municipal Alexandre Augusto Camacho, visto que o mesmo não atende às exigências da FPF para a disputa de jogos oficiais. A Administração Municipal, através de verba especifica vinda do Governo Federal,  já iniciou na semana passada a reforma das arquibancadas, para que as mesmas possam atingir a capacidade mínima exigida.

Com todas essas informações em mãos a nova diretoria irá partir para a busca de patrocínios e investidores que possam ajudar a solucionar todas suas pendencias financeiras e consequentemente em 2020 voltar a disputar um campeonato de futebol profissional promovido pela FPF.

Foi lembrado também que o Clube Atlético Guaçuano está sem disputar competições oficiais desde 2015, ou seja,  está  há cinco anos licenciado junto a FPF. A nova diretoria reconhece que terá muito trabalho pela frente, que será uma tarefa árdua e difícil, mas acredita muito em um trabalho feito com seriedade e transparência e com isso a possibilidade da volta do Mandi deixará de ser um sonho para se tornar realidade.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios