.
Polícia

Acusado de estupro reage a prisão é acaba baleado em Mogi Mirim

Um procurado da Justiça, acusado de ter estuprado uma jovem, acabou baleado ao resistir à prisão na noite de quinta-feira (19), no bairro da Santa Luzia, Zona Norte da cidade

Policiais do SIG (Setor de Investigações Gerais), que efetuaram a prisão do indivíduo identificado como Márcio Nochi, estavam há quatro dias à caça do procurado.

Na quinta, porém, eles receberam informações de que o procurado estaria em uma pastelaria, no Jardim Nazareth (Zona Norte), naquela noite. Os investigadores realizaram uma campana e ficaram à espera dele. Por volta das 20h30, Nochi apareceu próximo à pastelaria, mas percebeu a presença dos investigadores.

Ele, então, tentou fugir em direção ao bairro Santa Luzia, pela rua João da Cunha Claro, mas foi interceptado pelos policiais. Ao receber ordem de prisão, Nochi ficou transtornado e, armado com uma faca, partiu para cima dos homens do SIG. Um dos investigadores agiu rapidamente e efetuou um disparo na perna de Nochi.

O marginal acabou caindo e foi imediatamente desarmado e algemado. Antes de seguir para a Delegacia de Polícia, ele foi levado à Santa Casa onde recebeu atendimento médico. Além desse estupro, Nochi é acusado de abusar de uma enteada por quatro anos consecutivos. “Ele, inclusive, dopava a menina para cometer os abusos”, relatou um policial.

Nochi também tem um histórico de violência doméstica. No momento ele se encontra preso na Delegacia Central, mas deverá ser transferido para a UDTE (Unidade de Detenção, Triagem e Encaminhamento) de Itapira, onde ficará à disposição da Justiça.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios