Cidade

Último relatório registra 472 casos positivos de dengue em Mogi Guaçu

Os dados são do relatório semanal emitido pela Vigilância Epidemiológica na última sexta-feira (05)

De 1.149 notificações de suspeita da doença registradas desde 1º de janeiro pela Vigilância Epidemiológica, os resultados dos exames confirmam 472 casos de dengue. Outros 100 ainda aguardam laudo e os demais deram negativo para a doença.

Os dados são do relatório semanal emitido pela VE nesta sexta-feira, dia 5. A diferença em relação ao boletim anterior, que informava 385 casos positivos, é que a Área 5 ultrapassou a Área 3 em número de confirmações.

A Área 5 é referenciada pelas Unidades de Saúde dos bairros Fantinato I e II, Santa Terezinha, Santa Cecília, Zaniboni I e II, Suécia e Chaparral, na zona Leste, que no relatório do dia 28 de março registrava 93 casos e agora chegou a 127.

A Área 3 é atendida pelas Unidades de Saúde Centro-Oeste, no Jardim Nossa Senhora das Graças, antigo BNH, e Centenário, no Jardim Centenário, e abrange também o Jardim Igaçaba, Parque Cidade Nova, Cambuí, Santa Helena e adjacências.

Essa região tinha 110 casos na semana passada e agora registra 117. Foi nestes bairros que a Equipe de Controle de Dengue nebulizou inseticida com equipamentos individuais esta semana em combate ao mosquito Aedes aegypti.

A programação da operação de nebulização para a próxima semana, a partir de quarta-feira, 10, mapeia a região do Jardim Presidente, Jardim Almira, Jardim Paulista, começando das proximidades da Santa Casa, na direção leste.

Os números de casos positivos relativos às outras quatro áreas de controle são: Área 1 (Zona Sul e Guaçu Mirim) com 49 casos, Área 2 (Centro de Saúde e Hermínio Bueno), 81, Área 4 (Zona Norte, Ypê II e Ypê Pinheiro), 94, e Área 101 (Chácaras Alvorada, Distrito de Martinho Prado Júnior e zona rural), 4.

A Secretaria de Saúde mantém ativa a Campanha de Prevenção à Dengue deflagarada no dia 1º de fevereiro, depois que o mês de janeiro terminou com 17 casos confirmados, três a mais que no ano passado inteiro. O principal objetivo da campanha é evitar que se repita a epidemia de 2015, quando Mogi Guaçu registrou mais de 15 mil casos da doença.

Fonte: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Mogi Guaçu

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios