.
Geral

RENOVIAS realiza simulado de acidente com carga perigosa na SP 340

Polícia Militar Rodoviária, SAMU, Corpo de Bombeiros de Mogi Guaçu e Mogi Mirim, Defesa Civil e Cetesb também participaram do treinamento

Um simulado (simulação da realidade) de acidente com carga perigosa (ETANOL)  foi realizado na manhã desta quarta-feira (13) na Rodovia SP-340, KM 175, trevo de acesso para o Distrito de Martinho Prado Junior, aqui em Mogi Guaçu. O simulado foi idealizado pela direção da concessionária RENOVIAS, que é responsável pelo trecho.

O treinamento aconteceu com a participação da Polícia Militar Rodoviária, SAMU, Corpo de Bombeiros de Mogi Guaçu e Mogi Mirim, Defesa Civil e Companhia Ambiental do Estado de São Paulo (CETESB). Convidados que são estudantes de enfermagem e medicina da região também estiveram presentes com o objetivo de aperfeiçoamento e conhecimento das técnicas usadas nestes tipos de acidente.

Foi simulado um acidente em que um carros, com dois ocupantes sem cinto de segurança, colidiram na traseira de um caminhão que estaria carregado com combustível, um outro carro com mais dois ocupantes também sem cintos colidiram na traseira do primeiro carro, causando um engavetamento, o caminhão tanque teve uma válvula rompida, fazendo com que o ETANOL vazasse na pista.

Segundo o Supervisor da RENOVIAS,  Alexandre da Silva, neste tipo de acidente as equipes de socorro da RENOVIAS chegam, mas devido ao perigo de incêndio e explosão, causado pelo vazamento de combustível altamente inflamável, aciona se o Corpo de Bombeiros, os quais com equipamentos especiais e caminhão tanque usam água para resfriar o local para evitar o fogo.

Somente após da liberação dos Bombeiros, equipes de Socorro com apoio do SAMU entram em ação para resgatar as vítimas graves presas dentro dos veículos, equipamentos de desencarceração são usados neste caso. A Polícia Militar Rodoviária evita que curiosos com celulares e cigarros se aproximem do local de risco.

CETESB e DEFESA CIVIL avaliam os riscos causados ao meio ambiente, como vazamentos de produtos químicos e combustíveis na vegetação nativa e rios, trabalhando em conjunto com a empresa responsável pelo produto em buscas de soluções para que haja menor impacto e se de início a recuperação da área atingida.

Três acidentes deste tipo foram registrados na nossa região apenas neste mês novembro, sendo dois em Campinas e um em Mogi Mirim, nestes casos, dois motoristas morreram e um teve 90% do corpo queimado.

Foto: Rodrigo Fernandes/MGA
Foto: Rodrigo Fernandes/MGA
Foto: Rodrigo Fernandes/MGA
Foto: Rodrigo Fernandes/MGA
Foto: Rodrigo Fernandes/MGA
Foto: Rodrigo Fernandes/MGA
Foto: Rodrigo Fernandes/MGA
Foto: Rodrigo Fernandes/MGA
Foto: Rodrigo Fernandes/MGA
Foto: Rodrigo Fernandes/MGA
Foto: Rodrigo Fernandes/MGA
Foto: Rodrigo Fernandes/MGA
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios