.
Geral

Pesquisa mostra evolução da satisfação de usuários de internet, TV e celular na pandemia

Foram analisadas as reclamações nos serviços de TV por assinatura, telefonia móvel e fixa e internet banda larga ao longo deste ano

Depois de que a Anatel, Agência Nacional de Telecomunicações, comunicasse, no seu relatório anual publicado em março, a queda nas reclamações contra serviços de telecomunicações, o setor não imaginaria um novo crescimento nesse quesito. No entanto, foi justo o que aconteceu em Mogi Guaçú. Segundo os dados coletados pela Selectra, até agosto deste ano, o número de reclamações registradas na Anatel foi 1.363, representando um aumento gradativo ao longo dos meses da pandemia, que iniciou em março e abril, com o isolamento e distanciamento sociais. Veja a evolução no gráfico.

Com o isolamento social, a população está mais conectada nas redes, na internet e no celular. Apesar de que a própria Anatel anunciasse a criação de um comitê específico para garantir a qualidade dos serviços, principalmente a conexão à internet, os números de acessos também obtiveram um aumento durante a pandemia. Isso fez com que as estruturas de rede não suportassem a quantidade de pessoas online simultaneamente.

Ranking das operadoras com mais queixas

Em Mogi Guaçú, a operadora com mais queixas foi a Claro, somando 520 reclamações no total. A Vivo ficou em segundo lugar, com 496 reclamações. Oi (104) e TIM (74) completaram o pódio das companhias com mais reclamações.

Já os serviços com mais reclamações foram telefonia pós-paga e pré-paga. Também foi destaque a queda de 2,9 mil contratos de TV por assinatura menos ao longo da pandemia. No entanto, essa queda também é devida, como ressalvam expertos do setor, ao maior uso das plataformas streaming, que cada vez ganha mais presença no mercado.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios