GeralPolítica

Prefeitura eleva referência salarial de servidores que recebiam abaixo do mínimo nacional

(Valorização) Cerca de 1.500 funcionários serão beneficiados pela readequação

O prefeito Rodrigo Falsetti enviou e a Câmara Municipal aprovou na última segunda-feira, dia 21 de março, projeto de Lei Complementar que eleva a referência salarial de servidores públicos de Mogi Guaçu que recebiam, até então, pagamento inferior ao mínimo nacional. Cerca de 1.500 funcionários serão beneficiados pela readequação.

Com a mudança, as categorias que se encontravam abaixo do piso terão o padrão inicial de vencimentos e salários em R$ 1.212. Mais de 20 delas foram contempladas, incluindo auxiliar de escritório, auxiliar de gabinete odontológico, auxiliar de serviços gerais, coletor de lixo, cozinheiro, merendeiro, escriturário, guarda civil municipal 2ª e 3ª classe, porteiro, salva-vidas, sepultador e telefonista.

“Apesar de ser Lei que nenhum profissional pode receber valor menor do que o salário mínimo, muitos servidores da nossa cidade viviam essa realidade. Justamente, por isso, corrigimos, agora, com apoio dos vereadores, uma injustiça que se arrastou por muitos anos”, ressaltou o prefeito. “É uma adequação importante para aqueles funcionários que recebem os menores salários em nosso município”.

Reajuste de 11% ao funcionalismo

Além da revisão dos salários, a Prefeitura confirmou reajuste de 11% ao funcionalismo a partir de 1º de março, bem como a manutenção até 28 de fevereiro de 2023 do abono especial no valor de R$ 100. Os vereadores aprovaram o reajuste em sessão extraordinária na manhã desta quarta-feira, dia 23 de março. A revisão geral e o abono especial não se aplicam aos subsídios dos cargos de prefeito, vice-prefeito e de secretários municipais.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.