Esportes

Mandi empata com o Mogi Mirim e sobe para o terceiro lugar no Grupo 7

Após o jogo, torcedores vândalos do "Sapo" tentaram invadir o vestiário dos jogadores guaçuanos

O Atlético Guaçuano conquistou um ponto importante no derby de domingo (12) diante do Mogi Mirim Esporte Clube, pelo Campeonato Paulista Sub20. O Mandi empatou com o Sapo em 1 a 1, em partida disputada no Estádio Vail Chaves, em Mogi Mirim, e subiu para o terceiro lugar no Grupo 7 com oito pontos. A equipe divide a posição com o rival, mas leva vantagem nos critérios de desempate.

O alviverde foi para o duelo sabendo que uma vitória poderia lhe deixar numa condição muito favorável na disputa por uma vaga na próxima fase do campeonato. Por isso, entrou em campo consciente de sua postura diante de um adversário que vinha de duas vitórias seguidas e jogava diante do seu torcedor.
E foi o Mogi que abriu o placar aos 15 minutos de jogo com Pérgola. Atrás do marcador, o alviverde buscou o empate o tempo todo, aos 40 do segundo tempo o Guaçuano chegou a fazer um golaço em uma finalização  de fora da área de Pedrinho, que venceu o goleiro do Mogi, mas a arbitragem assinalou falta e anulou o gol do Mandi. O time continuou  lutando até que chegou ao empate aos 51 do segundo tempo, já nos acréscimos, Samuel marcou o deixou tudo igual. Um empate conquistado na raça que teve sabor de vitória.

Com a derrota da Itapirense para a Ponte Preta por 5 a 1 – o time de Itapira entrou na rodada como terceira colocada do grupo com a mesma pontuação que Guaçuano e Mogi Mirim – o Mandi foi para a terceira colocação e segue firme na disputa pela classificação.

Na próxima rodada, o alviverde joga sábado (18), diante da Itapirense, às 15h00, no Estádio Carlos Nelson Bueno, o Furno. No primeiro turno, o alviverde levou a melhor no duelo realizado em Itapira, vencendo pelo placar de 1 a 0.

PÓS-JOGO
Após a partida, a torcida do Mogi Mirim tentou invadir a vestiário do Mandi, colocando em risco a integridade física de toda a delegação guaçuana. O clube, através de sua diretoria, repudia os fatos ocorridos no Estádio Vail Chaves e já adiantou que estará tomando as devidas providências junto às autoridades competentes e a Federação Paulista de Futebol.

A diretoria também demonstrou seu descontentamento com a atitude da equipe de arbitragem,  que nada relatou sobre o episódio em súmula, sendo que tal fato era de conhecimento do delegado da partida.

É importante ressaltar que no jogo entre as duas equipes no primeiro turno, em  Mogi Guaçu,  a diretoria do clube alviverde tomou todas as medidas de segurança cabíveis, a fim de, garantir a segurança tanto da equipe adversária, quanto da sua torcida.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.