Geral

Dicas para fazer uma reserva financeira de emergência

Fazer uma reserva financeira de emergência pode parecer difícil, mas não é! Seguindo nossas dicas, você vai saber como guardar seu dinheiro

Pagou todas as suas contas e sobrou um pouco de dinheiro? Então aproveite nossas dicas para fazer uma reserva financeira de emergência.

Isso porque, fazer uma reserva financeira de emergência é fundamental para quem deseja planejar o futuro com tranquilidade.

E não adianta dizer que não se tem tempo para guardar o dinheiro, pois até nas Casas Lotéricas é possível fazer depósitos.

Além disso, emergências não avisam antes de surgir e quando elas aparecem, geralmente envolvem algum gasto inesperado.

Portanto, continue a leitura até o final do artigo e aproveite nossas dicas!

Entenda o que é e como fazer uma reserva financeira de emergência

Muitas pessoas chamam a reserva de emergência com nomes como poupança, fundos de emergência, entre outros.

E, mesmo que o dinheiro não esteja especificamente na poupança, todos sabem, a função desse dinheiro guardado é poupar e servir para o futuro.

O dinheiro, então, tem destinos diferentes, conforme a intenção de quem guarda: pagar a faculdade dos filhos, comprar um carro, uma casa, dar conforto após a aposentadoria.

Em todos esses casos, independente de onde está guardado e com qual propósito, essa é a reserva financeira de emergência.

Para começar a fazer a sua, duas coisas são necessárias: em primeiro lugar, dinheiro para guardar e, em segundo lugar, um objetivo.

Mesmo que o seu objetivo para fazer uma reserva financeira de emergência não seja algo concreto, é necessário ter o objetivo de guardar o dinheiro.

Somente dessa maneira, tendo como objetivo fazer uma reserva financeira de emergência, é possível guardar algum dinheiro.

Veja quanto dinheiro é necessário para fazer uma reserva financeira de emergência

Não é possível falar em valores quando o assunto é fazer uma reserva financeira de emergência.

Isso porque, para começar a guardar dinheiro, é necessário sobrar algum dinheiro após o pagamento de todas as contas fixas.

E, obviamente, isso varia muito de pessoa para pessoa, conforme os rendimentos e gastos de cada um.

Assim, quem ganha um salário alto, mas possui muitas despesas fixas, pode ter menos dinheiro para guardar do que uma pessoa que ganha menos, mas não tem contas para pagar.

Portanto, antes de começar a fazer uma reserva financeira de emergência, faça uma análise cuidadosa das suas finanças.

Alguns especialistas aconselham que pelo menos 10% da sua renda fique reservada para o fundo de emergências.

Entretanto, para algumas pessoas isso é uma realidade muito distante.

Então, por isso, é necessário adaptar o conselho para: guarde o quanto puder após pagar as despesas mensais.

Se você puder reservar pelo menos 10% da sua renda, ótimo.

Mas, se não puder reservar nada nesse mês, tente economizar um pouco e guarde o que puder no próximo mês.

Saiba quais são os melhores lugares para guardar sua reserva financeira de emergência

Após calcular quanto dinheiro você pode dispor para fazer a sua reserva financeira e emergência, é necessário decidir onde esse dinheiro será guardado.

Nem pense em deixar o dinheiro guardado no cofrinho ou debaixo do colchão!

Uma vez que o dinheiro parado em casa não rende juros, tenha em mente que dinheiro parado é o mesmo que dinheiro perdido.

Assim, a melhor forma de guardar sua reserva de emergência é investindo de modo que os juros ajudem o dinheiro a crescer.

E, atualmente, alguns dos melhores lugares para guardar sua reserva de emergência são:

  • Fundos de renda fixa
  • Letras de Crédito Imobiliário (LCI)
  • Letras de Crédito Agropecuário (LCA)
  • Certificado de Depósito Bancário (CDB)

Além dessas opções, alguns bancos digitais e serviços de pagamento online oferecem um bom rendimento para clientes que escolhem guardar o dinheiro com eles.

É o caso dos bancos Neon, Nubank e C6 Bank, além do PicPay e outras carteiras digitais.

Guardar o dinheiro na poupança? Melhor não!

Apesar de informalmente ser chamada de poupança, a reserva financeira de emergência não necessariamente deve ficar na poupança.

Embora seja uma possibilidade para guardar o dinheiro com segurança, a poupança não rende tanto quanto os lugares que citamos acima.

Isso, portanto, faz da poupança um lugar para guardar o seu dinheiro quase tão eficiente quanto guardar em casa, já que o rendimento é muito baixo.

Quanto à segurança, você pode entrar em contato com a Facily e fazer um seguro para garantir tranquilidade para o seu o seu investimento.

Conclusão: defina, reserve, invista

Em suma, para construir sua reserva de emergência, é necessário seguir os passos abaixo:

  1. Defina um objetivo, mesmo que ele não seja nada concreto, como a compra de uma casa. Defina como objetivo fazer a sua reserva de emergência.
  2. Reserve algum dinheiro, o quanto puder, desde que todas as despesas fixas estejam pagas
  3. Escolha onde investir seu dinheiro, conforme as melhores taxas de juros e rendimento.

Depois disso, basta ter disciplina e não resgatar o dinheiro antes de atingir seu objetivo ou sem que a situação seja realmente uma emergência.

Siga essas dicas para fazer uma reserva financeira de emergência de modo simples e, em pouco tempo, veja seu dinheiro render um bom valor em juros.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.