CidadeGeralPolíciaPolítica

Vice-prefeito e autoridades visitam Indaiatuba para conhecer sistema de monitoramento inteligente

O objetivo é buscar referências para implementar um sistema eficiente em Mogi Guaçu

O vice-prefeito Marcos Tuckumantel visitou o Centro de Operações e Inteligência (COI) da Guarda Civil de Indaiatuba na manhã desta quarta-feira, dia 13, com a finalidade de conhecer o sistema de monitoramento da cidade, que pode servir de referência para a modernizar a Guarda Civil Municipal (GCM) e tornar mais eficiente a segurança pública de Mogi Guaçu, com câmeras de vigilância de alta definição e policiamento integrado.

Major aposentado da Polícia Militar e ex-secretário de Segurança Pública, Tuckumantel esteve no COI de Indaiatuba em nome do prefeito Rodrigo Falsetti e acompanhado de Paulo Henrique da Silva Gomes, atual titular da Pasta, Elzio Romualdo, comandante operacional da GCM, Dalton Ferreira, delegado da Polícia Civil, e José Antonio Ortiz Bueno, secretário de Obras e Viação.

Participaram da visita técnica também os advogados Vicente Arthur Polito e Acácio Aparecido Bento, respectivamente presidente e 1º secretário do CONSEG (Conselho Comunitário de Segurança), Marcos Vinícius de Mello, presidente do Conselho Tutelar, Gildésio Donizete Cezário, coordenador da Defesa Civil, e o cabo Alessandro Celidonio Branco, representando o comando do Corpo de Bombeiros de Mogi Guaçu.

Eles foram recebidos pelo secretário de Segurança de Indaiatuba, Sandro Lima, que fez uma explanação sobre o COI desde a sua implantação gradual há 10 anos, as diversas tecnologias que compõem o sistema com constantes atualizações e a integração entre as forças de segurança, o que o torna eficiente no combate à criminalidade, inclusive em cooperação com outras 24 cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas).

O Centro de Operações e Inteligência realiza a vigilância de vias e logradouros por meio de sistemas dotados de câmeras de alta definição, incluindo câmeras Speed Dome com visualização em 360° e zoom de longo alcance, conectadas a telas de alta definição em uma central digital que possibilita aos agentes monitorar entradas e saídas e pontos estratégicos da cidade, tanto na região central quanto na periferia.

O complexo comandado a partir do COI consiste de vigilância por Monitoramento Urbano, Monitoramento Veicular e interações com a comunidade através de iniciativas como Câmera Cidadã e o Programa Vizinhança Solidária, além de recursos de alta tecnologia como softwares que permitem identificar veículos por seleção de cor e leitura de placas e indivíduos suspeitos.

No COI há quatro estações de monitoramento dispostas de frente para o mosaico de telas digitais na parede em frente, em que uma delas, de maior dimensão, exibe um mapa da cidade que indica a localização exata das viaturas. Como estão equipadas com GPS, o comando pode acionar a que estiver mais próxima de uma ocorrência para intervenção imediata, no menor tempo de resposta possível.

Uma das estações é utilizada pela Polícia Militar como parte da estratégia de integração da Guarda Civil com as demais forças de segurança, entre as quais se incluem a Polícia Civil, o Corpo de Bombeiros e a Defesa Civil. Até mesmo com a PRF (Polícia Rodoviária Federal) há integração. Um dos resultados apresentados pelo secretário Sandro Lima é de uma ação conjunta com a PRF que resultou na prisão de uma quadrilha especializada em furto de caminhões. O COI foi fundamental em toda a investigação.

Além de unidades existentes em Guardas Civis de outras cidades, o COI agrega um Setor de Inteligência, um Setor de Comunicação Social e outro de TI (Tecnologia da Informação), além de funcionar integrado aos serviços online Infoseg, que permite rastrear e identificar veículos suspeitos, furtados ou clonados, e Geofone, que permite localizar chamadas para pronto atendimento. Há ainda o aplicativo App S.O.S., que possibilita às mulheres sob ameaças ou vítimas de violência acionar socorro imediato.

Ao final da visita técnica, o vice-prefeito Marcos Tuckumantel destacou a boa impressão que teve e que o COI de Indaiatuba é “uma referência para o que podemos fazer para melhorar a segurança pública em Mogi Guaçu”. “A implantação do sistema de monitoramento em Mogi Guaçu é um compromisso firmado em campanha e a atual administração já avalia os custos e estrutura necessários para assegurar essa importante ferramenta de combate à criminalidade”, finalizou.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Copy Protected by Chetan's WP-Copyprotect.