CidadeGeral

Trecho do Rio Mogi Guaçu aparece com grande mortandade de peixes

A CETESB foi acionada para apurar as responsabilidades

O 1º Pelotão de Polícia Ambiental de Mogi Guaçu foi acionado na manhã de segunda-feira (30) para verificar uma denúncia de mortandade de peixe que ocorreu no rio Mogi Guaçu, próximo à ponte da avenida Brasil, Zona Oeste da cidade.

Os policiais militares Cabo Elias e Cabo Da Silva disseram que receberam muitos telefonemas de pessoas denunciando o problema. O pelotão foi então acionado pelo tenente Ivo Fabiano Moraes, comandante da 7ª Cia da PMAmb, de Pirassununga, que pediu para que eles fossem até o local verificar o problema.

De fato, naquele trecho do rio, havia muitas espécies de peixes mortas às margens do Mogi Guaçu. Imediatamente, a Cetesb (Companhia Ambiental do Estado de São Paulo) também foi chamada para recolher amostras da água e recolher alguns peixes para a realização de exames mais detalhados.

O resultado ainda levará algum tempo. Dependendo do parecer técnico da Cetesb, a Polícia Civil e até peritos do IC (Instituto de Criminalística) serão acionados para apurar o caso e eventuais responsabilidades.

Se a mortandade foi causada por algum fator externo, como descarga de poluentes ou efluentes, os responsáveis poderão ser enquadrados no artigo 54 da Lei de Crimes Ambientais, que prevê punição para “quem causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora”.

Veja vídeo por um morador as margens do Rio Mogi Guaçu na região central.

Fonte: Portal da Cidade Mogi Guaçu

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar