Cidade

SAMAE se posiciona sobre falta de água no Jardim Alvorada, Pantanal e outros bairros

NOTA OFICIAL - SAMAE

O desabastecimento de água na parte alta do Jardim Alvorada e no Pantanal é justificado pelo aumento excessivo do consumo doméstico durante o período de estiagem em toda a cidade. O problema se intensificou no final de semana, mas o SAMAE (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto) já trabalha para normalizar o serviço.

A estiagem, somado ao calor mais intenso, causa um maior consumo de água, principalmente para a lavagem de quintais devido à queima de cana de açúcar e acúmulo de poeira, para irrigação de plantas e hortaliças, maior número de banhos, entre outros.

Até então, a ETA (Estação de Tratamento de Água) vinha operando dentro da normalidade, a ponto de ser desligada durante duas horas ao dia. Agora, o funcionamento é de 24 horas, ampliando para 5 mil metros cúbicos (5 milhões de litros) de água tratada por dia para a distribuição.

Mesmo assim, o SAMAE já está executando serviços para melhorar a eficiência do bombeamento de água bruta da estação de captação até a ETA. Assim, será possível ampliar a capacidade de água tratada para normalizar o abastecimento, principalmente na parte alta do Jardim Alvorada e Pantanal.

Para garantir que ninguém fique sem água tratada, o SAMAE está disponibilizando caminhões que estão levando água tratada para localidades que estão tendo desabastecimento ao longo dia.

O SAMAE pede para que a população não desperdice água no período de estiagem e economize, evitando banhos demorados e uso excessivo na lavagem de veículos, quintais e calçadas.

Mostrar mais

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. É engraçado dar essa desculpa, no Pantanal a maioria das residências são condomínio, trabalhamos o dia inteiro e temos crianças pequenas e chegamos a noite cansado para tomar um banho e não tem água, como vamos lavar o quintal se moramos em condômino e não temos um quintal grande, em quanto isso os condomínio da prefeitura recebem direto os caminhões pipa para fazer abastecimento da caixa d’água, provávelmente sem custo, como é liberado a construções de condomínios e casa sendo não tem estrutura no bairro para abastecer as casas,?pois os projetos de casas e condomínio São aprovados pela prefeitura pelo Samae ,como instituições como essas aprovam cada vez mais moradias sem termos o direito básico? Pois somos nos que no final do dia chegamos em casa cansado com afazeres e não temos como fazelos isso é um absurdo um bairro ficar um dia inteiro sem água voltando só a noite 22:00

  2. Jornal Mogi Guaçu Acontece, lemos sua reportagem sobre a falta de água nos bairros de Mogi Guaçu, achamos importante o alerta sobre a possível falta de água em toda a cidade.
    Agradecemos pela atenção.
    Alunos do 5° C da EMEF PROF INÁ AP DE OLIVEIRA MARCONI, professora Danyelle

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios