.
CidadeGeralSaúde

Prefeitura divulga que há nove casos suspeitos de coronavírus; decreto fecha comércio a partir desta segunda (23)

Hospitais da cidade estão agindo em articulação para atender à crescente demanda de casos suspeitos

Boletim divulgado na tarde deste sábado, dia 21, registra nove casos suspeitos de coronavírus em Mogi Guaçu. Sobre estes casos, não há nenhum paciente em UTI (Unidade de Terapia Intensiva) nos três hospitais da cidade.

Em relação ao boletim de sexta-feira, 20, os dois novos casos contabilizados se referem a uma criança, sem idade confirmada, e de um homem, ambos internados em isolamento. A secretária municipal de Saúde, Clara Alice Franco de Almeida Carvalho, disse que esses pacientes apresentam quadro de síndrome respiratória aguda.

O histórico desses pacientes está sendo estudado, se eles tiveram contato com pacientes suspeitos ou positivos para coronavírus em outras localidades e também se estiveram de viagem no exterior.

Os exames apontarão se é coronavírus ou até mesmo alguma outra doença, como o H1N1, que apresenta sintomas semelhantes. Dos 9 casos suspeitos, nenhum exame coletado retornou ainda do Instituto Adolf Lutz. De qualquer forma, todos os procedimentos estão sendo adotados seguindo rigorosamente os protocolos médicos.

A Secretaria de Saúde e o COE (Centro de Operações de Emergência) de Combate ao Coronavírus, formado por profissionais da área médica e de setores do poder público municipal, recomendam que as pessoas tenham cuidado com informações não oficiais, com notícias falsas e fake news, em alguns casos espalhadas com o intuito de tumultuar ou confundir a população.

TREINAMENTO
O Hospital Municipal “Dr. Tabajara Ramos”, a Santa Casa e o Hospital São Francisco estão agindo em articulação para atender à crescente demanda de casos suspeitos. Apesar de existirem somente nove casos suspeitos, a cidade está se preparando para o agravamento da situação.

Por esse motivo, neste domingo, 22, será iniciado treinamento com profissionais da área médica diante de protocolos adotados em Mogi Guaçu. Algumas notícias referentes à ampliação da oferta de leitos de UTI serão divulgadas no início da semana, assim como outras medidas que serão adotadas para tranquilizar a população.

PREFEITURA DECRETA FECHAMENTO DO COMÉRCIO A PARTIR DE SEGUNDA-FEIRA, 23

A Prefeitura de Mogi Guaçu publica neste sábado, dia 21, decreto 24.391/2020, que mantém o estado de situação de emergência e proíbe o funcionamento das atividades comerciais, com exceções dos estabelecimentos de serviços essenciais. O objetivo é fazer com que a população permaneça em casa o máximo de tempo possível.

A suspensão passa a ter validade a partir de 23 de março, por período mínimo de 15 dias, e abrange os setores de roupas, bares, restaurantes, academias, ambulantes, bem como a entrada de hóspedes no setor hoteleiro, sob pena de cassação do alvará de funcionamento.

O decreto exclui da proibição os postos de combustíveis, farmácias, hipermercados, supermercados e mercados, padarias e lojas que atendam às necessidades básicas dos animais, que deverão adotar medidas visando evitar a aglomeração de pessoas dentro ou fora dos estabelecimentos, como filas ou esperas no atendimento.

O decreto municipal permite a comercialização de produtos e alimentos on-line, por aplicativos, entregas rápidas no local ou delivery, atentando-se obrigatoriamente às medidas de higiene necessárias para evitar qualquer contaminação.

O decreto foi debatido conjuntamente com as prefeituras de Mogi Guaçu, Mogi Mirim e Estiva Gerbi, a fim de buscar uma definição conjunta e permitir que ações semelhantes de prevenção fossem adotadas.

Os prefeitos de Mogi Guaçu e de Mogi Mirim assinaram seus respectivos decretos, que estão sendo publicados neste sábado, 21, e entram em vigor a partir de segunda-feira, dia 23, como forma de impedir que as cidades sofram consequências ainda mais preocupantes com relação ao coronavírus.

Em Mogi Guaçu, eventos públicos e atividades em grupo, serviços com atendimento para mais de uma pessoa e alvarás para eventos privados foram suspensos. Houve a recomendação para que shopping e boulevard fossem fechados, assim como missas e cultos religiosos não fossem realizados.

O decreto publicado neste sábado limita em 20% a capacidade máxima dos velórios. As medidas contidas no decreto serão analisadas periodicamente e poderão ser revistas caso haja parecer técnico.

PORTARIA
A portaria 49/2020 suspende a tramitação de todos os procedimentos administrativos internos no âmbito da Administração Municipal, SAMAE (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), Hospital Municipal “Dr. Tabajara Ramos”, FEG (Fundação Educacional Guaçuana) e Proguaçu.

A portaria também suspende audiências realizadas no setor de sindicância e dispensa, por precaução, os servidores inseridos no artigo 9º do decreto municipal 24.382, ou seja, os acima de 60 anos e os que estão expostos a qualquer doença ou outra condição de risco de desenvolvimento de sintomas mais graves decorrentes da infecção pelo COVID-19.

Centros esportivos permanecerão fechados e a antecipação do recesso escolar a partir de segunda-feira, 23, com a suspensão das aulas em toda a rede municipal, a exemplo do que irá ocorrer com a rede estadual.

Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios