.
CidadePolítica

Prefeito assina autorização para diversas obras de mobilidade urbana e tratamento de esgoto

R$ 50 milhões serão investidos, o dinheiro é do financiamiento junto á Caixa Econômica Federal

O prefeito Walter Caveanha assinou a autorização para início das obras de Mobilidade Urbana e de ampliação da capacidade de tratamento de esgotos da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) da região central, às margens da Avenida Brasil.

O ato formal de assinatura das duas ordens de serviços ocorreu na tarde de segunda-feira, dia 6, na Sala de Vídeo do Centro Cultural. O superintendente do Samae (Serviço Autônomo Municipal de Água e Esgoto), Elias Fernandes de Carvalho, o vice-prefeito Daniel Rossi, os vereadores Luciano Firmino Vieira, Jéferson Luís, Thomaz de Oliveira Caveanha e Luiz Zanco, além de secretários e outras autoridades, compareceram no evento.

As construtoras Simoso e JSA Engenharia, ambas de Mogi Mirim, foram autorizadas a darem início às obras de duplicação da Avenida Brasil, recapeamento das avenidas dos Trabalhadores e Clara Lanzi Bueno, construção da primeira etapa da Avenida Alíbio Caveanha – entre o Cemitério do Jardim Novo e a SP-342 – e toda a infraestrutura destas vias, como drenagem, sinalização, pontos de parada de ônibus e ciclovias.
O projeto total da Mobilidade Urbana é de R$ 29 milhões e compreende ainda, na segunda etapa, na construção de duas pontes sobre o Rio Mogi Guaçu, nas avenidas Brasil e Trabalhadores. Nesta primeira fase serão investidos pouco mais de R$ 12 milhões.

A Elevação, de Curitiba, é a empresa responsável pela construção de um novo módulo na ETE da Brasil, dobrando a capacidade de esgoto tratado, que hoje é para uma população de 60 mil habitantes. Essa obra possibilitará que a grande lagoa seja desativada no futuro.

O prefeito Walter Caveanha reforçou que esse investimento só foi possível graças a uma engenharia financeira iniciada em 2013. “Assumimos uma prefeitura com R$ 43 milhões de déficit orçamentário. E conseguimos fechar com superávit em todos os anos, o que foi possível chegar a esses financiamentos com a Caixa”, disse.

“Queremos mostrar a força de Mogi Guaçu em relação ao desenvolvimento. A visão deste governo é uma visão de futuro, preparar para o futuro de nossos filhos e nossos netos”, afirmou.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios