.
Geral

Entenda quais os pontos que devem ser levados em consideração na hora de comprar o sofá ideal

Informe

Responsável pela conexão/reunião da família nos momentos mais icônicos da casa, o sofá, se tivesse o poder de relatar, seria a maior testemunha da vida de uma pessoa! Com uma vida útil equivalente a 12 anos*, ele já ouviu em média 4.293 horas de conversas, foi acompanhante em mais de 5.300 filmes assistidos, cupido em mais de 4.000 beijos e o melhor companheiro para aquele cochilo pós almoço.

Família, Sentando, Ligado, Um, Sofá, E, Levantando Braços em 2020 ...

Imagem: pinterest.com

É inegável a importância do sofá para o bem-estar de uma casa, seja ele em uma sala ou até mesmo em um escritório, ele sempre terá um lugar de destaque na decoração. Entretanto ao irmos em busca desse mobiliário o fato de combinar ou não com a decoração é apenas um atrativo e não o ponto mais importante. Sendo assim, preparamos esse artigo para que você descubra o que deve ser observado na hora de escolher seu sofá, a durabilidade, o conforto, os tipos, versatilidade, ou seja, pontos que fazem um sofá ser tão bom.

Um sofá tem o poder de desempenhar diversas funções, desde acomodar toda família, amigos e visitas, para assistir um filme, shows das suas bandas favoritas, programação de TV, um bom bate papo, para servir de cama em momentos preguiçosos, ou até mesmo em momentos mais drásticos.

Entretanto, por possuir uma versatilidade enorme, é o tipo do móvel que precisa bem escolhido porque além de proporcionar um destaque estético, trará muitas outras vantagens. Dessa forma, comprova-se ser possível escolher uma peça que caia bem para decoração, mas sem abrir mão do conforto.

Pois bem, superado a importância do sofá para o seu dia-a-dia, passamos a expor o que deve ser observado na hora da escolha, e para que isso ocorra, você deve levar em consideração alguns quesitos, vejamos;

Primeiramente, nos perguntaremos qual vai ser a utilidade principal do sofá, para que vai ser usado no ambiente. É importante saber bem sobre o tipo de uso, até por que, a depender do ambiente, nem sempre o sofá terá o mesmo uso, muitas vezes ele é apenas usado para receber as visitas, ou seja, é um móvel de uso esporádico, diferente de quando o sofá serve para acomodação diária da casa. Para ficar claro, quando o uso está relacionado com o cotidiano, o sofá tende a ser maior, mais espaçoso, contando ainda com um mecanismo retrátil e encosto reclinável, já para os casos de uso eventual, as dimensões tendem a ser menores.

Seguindo os questionamentos, chegamos ao espaço que temos. Como dito anteriormente, quem compra um sofá, sempre irá procurar por um sofá que seja confortável e que combine muito bem com a decoração do ambiente, porém, antes de analisar cor, modelos e os materiais do produto, sabe que tem que verificar o tamanho, saber precisamente se o móvel irá caber no cômodo. Considere um mínimo de 60 cm livre de cada lado do sofá, além do espaço de circulação entre os outros móveis. Os sofás de 2 lugares, por exemplo, costumam medir em torno de 160 cm e os de 3 lugares em torno de 200 cm.

Os materiais que o revestem também fazem muita diferença. Ficar atento ao tecido, bem como a espuma usada na confecção do sofá, no caso do segundo item, tente sempre considerar o peso das pessoas que utilizarão com mais frequência, daí saberá se deve escolher os mais maleáveis ou com espuma mais densa. O revestimento importará mais com a parte visual do que conforto, contudo tente pensar naqueles que sejam mais difíceis de sujar.

Uma pergunta que geralmente deveria ser a primeira que fazemos, é de quanto podemos gastar. Um problema muito corriqueiro é que depois de procurarmos bastante, ter feito todas as pesquisas que você aprendeu conosco, não se surpreenda se descobrir que o sofá que você tanto sonhou não caberá nos eu orçamento. Porém, não precisa desanimar, com as dicas já mencionadas você poderá ir adequando o tamanho, tecido, cores e o estilo do sofá, até fazer com que ele “caiba no seu bolso”. Dica de ouro: mesmo com um orçamento apertado, tente fugir dos modelos baratos demais, tendo em vista não entregarem um durabilidade e conforto de qualidade.

Chegamos num ponto muito considerável, principalmente se o sofá é para o uso diário. O conforto, por isso, tente evitar ao máximo comprar sua peça em sites, já que a dica que damos é que você teste o conforto, você deve usá-lo, simulando como se estivesse em casa, sei que essa situação, numa loja, para muitos é um pouco constrangedora, mas não tenha vergonha, sente-se, deite-se, sinta se o material é macio, se o revestimento possui um toque agradável, se a profundidade está de acordo para você. Ah! Analise a altura dos braços, pois é bem normal comprarmos um sofá e depois nos sentirmos incomodados com a altura dos braço.

Lembre-se que um sofá é um investimento alto, exatamente pela a importância e prioridade que ele detém entre todos os outros móveis de uma sala, então siga os pontos, encontre um que atenda às suas preferências e expectativas e, principalmente, que se adeque no seu orçamento.

E se vocês ficaram conosco até aqui, lá vai uma dica bônus do nosso portal, e pode ter certeza, é algo que quase sempre não levamos em consideração: Não se esqueça de avaliar as medidas do elevador (caso more em prédio), corredor e portas para ver se há espaço suficiente para que o sofá entre na sua casa. * De acordo com a pesquisa da Lottoland



			
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios