.
Geral

A luta pela educação e o trabalho no Brasil em 2019

O último ano foi um ano muito impactante no Brasil, com inúmeras manifestações que chamaram a atenção de todo o mundo. Venha relembrar a luta do Brasil pela educação e o trabalho em 2019.

Em 2019, o Brasil saiu à rua para falar de problemas sociais e económicos severos que o afetam. Nestas manifestações, a precariedade do mercado laboral, o desemprego e as dificuldades relacionadas com todo o sistema de educação foram o centro da contestação.

Com greves e manifestações que reuniram milhares de pessoas na luta pelos seus direitos, chamava-se o olhar global para o Brasil, apontando-se o dedo à crise financeira e à forma desigual como a recuperação tinha tomado expressão em solo brasileiro.

Elementos como melhores remunerações, melhores escolas, maiores direitos laborais e melhores condições de vida fizeram, ao longo destas manifestações, parte do discurso do povo.

Em causa, nessas manifestações, estavam várias questões da política local e as decisões que colocavam a previdência social do Brasil num estado de decadência que impossibilita uma vida digna para a maioria dos residentes.
Numa luta que considerava todas as dificuldades dos mercados de preparação e execução de uma vida profissional, não deixaram também de ser destacadas as novas alternativas e a dorma como também estas apresentavam altos índices de falha.

Estas manifestações brasileiras ficaram na história de 2019, juntamente com vários protestos e manifestações pelo mundo e são um momento brasileiro que vale a pena recordar no começo dessa nova década.

O Brasil e a crise financeira que atinge o país

A experiência do Brasil no que diz respeito à crise financeira é bastante negativa e, segundo os manifestantes, o estado degradante do ensino é um dos grandes responsáveis pela dificuldade na evolução pós-crise.

As estruturas de ensino no Brasil são, segundo discutido, insuficientes para preparar as crianças e jovens brasileiros para os mercados de trabalho, dificultando toda a experiência profissional e impedindo uma vida familiar independente e digna.

A precariedade do ensino brasileiro faz com que o ensino público se torne uma má opção. Ainda assim, o ensino privado no país ainda é demasiado dispendioso para a grande maioria das famílias que, a esta situação, alia ainda dificuldades financeiras devido ao elevado custo de vida e aos salários baixos (e com tendência para a redução).

Mesmo no que diz respeito à aposentadoria, esta tende a ser retardada. Vale a pena lembrar que a tendência internacional é oposta e que cada vez mais jovens trabalhadores faz planos de reforma antecipada no mundo, nomeadamente pelo Movimento FIRE.

O ambiente revolucionário no Brasil

O ambiente de revolução fez-se sentir, no Brasil, em 2019. Esta situação, motivada pelo cenário atual, foi ainda acalentada pelas propostas de corte salarial do governo de Bolsonaro.

A decisão que levaria os brasileiros à rua, numa das maiores greves do país, seria o congelamento de fundos que se destinavam ao ensino.

Esta manifestação de 2019 colocou os olhos internacionais no Brasil e mostrou a força do povo na luta pelas melhores condições de vida.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar

Adblock detectado

Por favor, considere apoiar-nos, desativando o seu bloqueador de anúncios